Após a fundação, em 25 de outubro de 1991, a Academia Catarinense de Odontologia preencheu seu quadro de titulares, num total de trinta e nove (a quadragésima cadeira foi preenchida posteriormente) e preparou-se para a instalação e consequente início de suas atividades. Este fato deu-se na Sessão Solene realizada em 21 de abril de 1992 no Salão de Atos da Reitoria da Universidade Federal de Santa Catarina, em Florianópolis, com início às 20:30h, sob a direção de seu Presidente Ac. Samuel Fonseca.

Deste evento participaram autoridades civis e classistas, destacando-se o Prefeito de Florianópolis Dr. Antonio Henrique Bulcão Viana, o Magnífico Reitor da UFSC Prof. Bruno Rodolfo Schlemper Junior e os dois Acadêmicos Honorários: Dr. João Jorge de Barros (São Paulo) e Dr. Alfredo Campos Pimenta (Minas Gerais), além de representantes de todas as entidades de classe da Odontologia Catarinense e do segmento acadêmico.

Coube ao Orador, Ac. Lauro Caldeira de Andrada, proferir o primeiro discurso oficial, de forma eloquente, ressaltando as perspectivas futuras da nova entidade.

Cerimônia de Instalação da ACO

Na Sessão Solene, todos os acadêmicos receberam do Presidente o Diploma de membro titular e a Medalha José Batista Rosa que legitimavam suas condições de membros da ACO. Receberam também iguais honrarias os Acadêmicos Honorários já referidos. Destaca-se também a homenagem feita à família do Patrono José Batista Rosa, na pessoa de sua filha Sra. Leny Rosa Freitas. Um recital do Coral da Universidade Federal de Santa Catarina encerrou as atividades que marcaram o início da vida produtiva da Academia Catarinense de Odontologia.

Embasada no êxito e no entusiasmo gerados nesta primeira solenidade, a ACO trilhou caminhos vitoriosos para tornar-se uma das mais competentes academias do território brasileiro.

Pesquisar na ACO